sábado, abril 15, 2006

Música para a Páscoa

À falta de tempo para falar mais desenvolvidamente sobre as minhas sugestões de música para esta quadra (que na verdade o são para todo o ano, tal a magnificência das obras), aqui deixo duas propostas de audição.
Hoje que J. S. Bach é considerado um dos maiores criadores musicais da história da música, custa a crer que durante cerca de um século a sua obra tenha ficado esquecida. Foi Felix Mendelssohn que divulgou a sua música, já em pleno romantismo. A "Paixão segundo S. Mateus" é um dos pontos altos da obra bachiana, de onde emerge a belíssima ária "Erbarme Dich", que Andrei Tarkovski aproveitou para ilustrar musicalmente a sua obra-prima final, "O Sacrifício".
"As Sete Últimas Palavras de Cristo na Cruz" pode não ser a obra de inspiração religiosa mais perfeita de Joseph Haydn mas não deve por isso ser menos escutada, seja na versão de câmara seja na versão para grande orquestra. Impressionante o lamento desolador de "Mein Gott, warum hast du mich verlassen?" ("Meu Deus, porque me abandonaste?").
Boas audições e boa Páscoa.

6 comentários:

Paulo Cunha Porto disse...

Meu Caro FSantos:
Também sou incondicional admirador da «PAIXÃO SEGUNDO SÃO MATEUS», que tenho numa bela versão de G. Leonardt.
E muito me agrada ver-Te sugerir Mendelssohn. Já sei que canalizas a tua desaprovação para o anti-sionismo, que não estendendo-a ao anti-judaísmo mais geral. Mas Mendelson, muitos anos depois de morto, protagonizou dois interessantes episódios do anti-semitismo germânico: um jovem oficial SS, encarregado, após o "Anschluss", de retirar da Ópera de Viena o busto do Compositor Judaico, viu-se na^attrapalhação de não lhe conhecer as feições. Lembrou-se então de seguir os ensinamentos, versando traços fisionómicos, que lhe tinham ministrado na cadeira de antropometria; e remover a efígie do músico que apresentasse maior nariz. Resultado: o que chegou ao depósito da milícia foi uma representação em pedra de... Richard Wagner.
Outra, mais séria: foi ao receber ordem para eliminar o monumento a Mendelsson que o monárquico Karl Gordelier se demitiu de Burgomestre de Leipzig, não cessando, desde então, de conspirar contra Hitler, até que veio a ser executado, por envolvimento na conspiração do 20 de Julho.
Grande abraço e Boa Páscoa para Toda a Família.

F. Santos disse...

Vá lá, ainda pensei que relativizasses a minha admiração por Mendelsohn pelo facto de se tratar de um convertido ao cristianismo...
Adoro tudo o que conheço dele: as sinfonias (em especial a "Escocesa"), os concertos para piano, a música de câmara, as oratórias (conheces "Paulus"?), etc.
A minha versão da Paixão é a de To Koopman.
Um abraço e boa Páscoa.

F. Santos disse...

Ton Koopman, assim é que está correcto.

zazie disse...

excelente o nosso Misantropo com todos estes conhecimentos.

Boa Páscoa para o Fsantos e todos os seus

F. Santos disse...

Votos retribuídos para a Zazie, com admiração.

Paulo Cunha Porto disse...

Que vergonha! Não conheço «PAULUS»!Não mereço o nome que tenho!
A «ESCOCESA», sim, é espantosa. E, para rimar, a Zazie sempre generosa.
Abraço ao FS e beijinho à Zaz.