terça-feira, julho 11, 2006

EUA, amigo, os fundamentalistas contam contigo

Nos anos 80 os EUA armaram milícias islâmicas para lutar contra a invasão soviética do Afeganistão. Em 1994 os taliban chegam ao poder no Afeganistão com o apoio decisivo do Paquistão e da Administração Clinton.
Em 1991 invadiram a Somália, sendo impotentes para travar a guerra de clãs que redundou agora na vitória dos fundamentalistas islâmicos, que já puseram a chari'a em vigor, proibiram o cinema e a transmissão do mundial de futebol.
Na década de 80 apoiaram o Iraque contra o Irão fundamentalista. Caído aquele em desgraça, invadiram o seu território e importaram a jihad para o seu interior, verdadeira base nevrálgica dos fanáticos islâmicos.
Apoiam tacitamente, décadas a fio, a humilhação quotidiana da população palestiniana. Os movimentos islâmicos só esperavam a morte do carismático Arafat para chegar ao poder.
Querem agora vergar o Irão, não pondo fora do baralho a carta do conflito armado.
Tanto tiro ao lado, tanta azelhice na forma de tratar com o problema do islamismo radical, mais do que a incompetência, roça a estupidez e cretinice puras.
A não ser...
Constantes em todo este processo:
- o apoio permanente àquilo que constitui em cada momento a preocupação estratégica de Israel;
- a saciedade do lobby da indústria das armas.
Com tal superpotência está o mundo em boas mãos, de facto. Lá longe, no longínquo Oriente, a China espreita...

3 comentários:

Thoth disse...

Amigo Fsantos, só é pena não ter eu também uma industria, onde se produzam boas armas! E estava rico, se por um mero acaso tivesse os states como compradores...

Anónimo disse...

São realmente essas as constantes em todo este proceço!
Eu já o tinha dito!
E ainda há quem diga que os famosos "protocolos dos sábios do sião" são uma invenção! Pode até ser que sejam uma invenção, mas não deixam de descrever algo muito parecido com a verdade!
Enfim está mais que visto que nunca foram os interesses ocidentais que foram defendidos, tão pouco verdadeiros interesses do povo americano!
A verdade é que tanta é a estupidez e a bestialidade que um dia acabarão a prestar tributo à china!!!!
E nós no meio!!!
Enfim enquanto este povo não abrir os olhos!!....

Anónimo disse...

processo!!!! (e não proceço!)