sexta-feira, outubro 06, 2006

Os comentários na blogosfera

Não vou aqui abordar o jaez dos comentários que encontramos na blogosfera nacional. Como em tudo na vida, há-os maus, soezes, grosseiros, insultuosos; como os há de qualidade, informados, complementando por vezes o postal; um bom exemplo disso é o que nos mostra o comentador Carlos Portugal em comentário a um telegráfico texto por mim inserido ontem.
O que quero hoje abordar é o sistema de comentários por que os blogueiros optam.
Confesso que embirro com os blogues sem caixa de comentários; ou o autor não está preocupado com o que os seus leitores pensam do que ele escreve, ou tenta evitar ser insultado ou apenas não ler opiniões com que discorda. Em qualquer dos casos o blogue fica mais pobre. São raros os blogues sem comentários que leio; até passei a visitar pouco o Dragoscópio quando o seu autor levou a eremitocracia ao ponto de fechar os comentários lá na gruta.
No grau seguinte da embirração está a famigerada "word verification". Já é raro o blogue que a não tem, supostamente para evitar "spam". Eu, que nunca a activei, nunca tive problemas de modo que acho que os meus amigos deviam reconsiderar. Muitas vezes não há paciência para digitar "sdfhsli" após se escrever um comentário.
Agora muito na moda está a "comment moderation". O desgraçado do comentador dá o seu palpite, que fica oculto até o autor o ler e aprovar (se for o caso). Perde-se aquela dinâmica de ping-pong de comentários que tanto anima debates entusiasmantes e passa-se para uma situação de quase "correio dos leitores" de qualquer jornal diário, com pouca interacção. Passado um dia já poucos são os debates que se aguentam, a malta já "está noutra".
Pensem nisto que vos disse. Creio que se deve evitar que os blogues, cuja actualização ao minuto é característica que lhes deve ser inerente, se transformem em diários (com a acepção temporal da palavra), repositórios de textos cada vez menos debatidos e, provavelmente, cada vez menos lidos.
Fujamos ao cinzentismo dos jornais!

9 comentários:

JSarto disse...

Penso que o meu blogue ficou a perder quando impus o "exame prévio"; porém, a verdade é que a partir das caixas de comentários há "trolls" praticantes da impertinência total (não, não estou a falar do Buíça) que com a sua desonestidade intelectual e completa falta de lealdade nas discussões quase conseguem destruir um blogue, e isso tem de ser evitado a todo o custo. Bem basta a hegemonia desta cáfila nos restantes meios de comunicação social! Agora, quanto ao mais, concordo contigo: um blogue sem caixa de comentários, ainda que moderada, perde metade da piada.

JSM disse...

Também concordo consigo. Existem riscos que temos que correr, porque se é tudo previsível, não vale a pena.
Claro que não posso fazer juizos de valor em relação a blogues muito concorridos, o que não é o meu caso, e nesse sentido penso que terão de tomar algumas precauções. Sabemos que já existem 'matilhas' bem preparadas para tentar arruinar ou desmoralizar um blog, usando para o efeito verdadeiros bombardeamentos de comentários impróprios.
Um abraço.

Mendo Ramires disse...

Totalmente apoiado!
No caso da Torre, no entanto, tenho os comentários reservados a «bloggers» e aplico a tal "grelha" 'cabalística' das palavrinhas.
Não me tenho dado mal, embora saiba e lamente que muitos frequentadores e comentadores da blogosfera nacional têm ficado de fora por não serem «bloggers».
Talvez isto sirvo de incentivo a que abram o seu blogue... — Se assim fôr, será uma alegria!

alex disse...

Penso que nisto sou um exemplo que muito deve agradar ao FSantos.
Não tenho 'word verification' nem qualquer outra forma de restrição e, não contente com isto, ainda disponibilizo DOIS sistemas de comentários à escolha.

(apenas me reservo o direito de eliminar,em casos extremos e à posteriori,certos comentários...o que só aconteceu duas vezes)

Simão dos Reis Agostinho disse...

De facto, um blog sem caixa de comentários perde a graça. Não há interactividade nenhuma a não ser que mandemos um e-mail. Aquela resposta e contra-resposta quase instantânea deixa de ser possível, depreendendo-se que o autor dessa "casa" não terá pachorra para isso, ou considera o seu "espaço" não mais do que um livro aberto. Bons são os que reservam algumas "páginas" da sua publicação colocando-as à disposição do leitor. Aliás, é essa uma das maiores vantagens dos blogs: a quebra da passividade de quem nos visita.
Tenho a "word verificaton", embora saiba que desmotiva o comentador. Talvez acabe por retira-la em breve...

abraço

Mendo Ramires disse...

Caríssimo FSantos, lanço-te aqui um desafio: Não queres discorrer sobre as «ligações» na blogosfera?... Para contribuir para o aperfeiçoamento do 'meio'.

Camisa Azul disse...

Eu só activei a "word verification". Não estou para aturar publicidade.

Vanguardista disse...

Tem razão, a “word verification” é uma chatice e só agora, depois de ler o seu post, me dei conta que também tinha essa opção activada no meu blogue – erro já corrigido. Quanto à moderação, disso não abdico, primeiro porque não sou democrata, mas sobretudo porque não estou para alimentar “trolls”, aquela irritante espécie de comentadores que, não tendo nenhum interesse em discutir seriamente, se limita a contradizer o que escrevemos lançando umas graçolas em tom sobranceiro. Como diz o comentador JSarto: “Bem basta a hegemonia desta cáfila nos restantes meios de comunicação social!”

F. Santos disse...

Meu caro, pode sempre apagar esses comentários.