segunda-feira, janeiro 08, 2007

Fous le camp, salaud!

Será que os franceses são o povo mais grosseiro à face da Terra? E o mais arrogante? A "inocente" interrogação é-nos trazida pelo Daily Telegraph, que conta como a Comissão Regional de Turismo de Ile-de-France está a tentar cativar mais turistas ingleses, nomeadamente divulgando a famosa linguagem gestual francesa... Espera-se que, dominando a dita, os turistas de além-Mancha se sintam mais à vontade a lidar com três dos tipos mais frequentes de Paris: empregados de mesa mal educados, taxistas do mesmo quilate e "febras" sentadas em esplanadas com umas trombas de todo o tamanho (desencorajando os avanços dos mais destemidos...)!
Um artigo divertidíssimo, a que há que acrescentar o fórum, onde os leitores debatem o grau de rudeza dos gauleses...

2 comentários:

ab disse...

Ao contrário do que alguns pensam (sempre numa destrutiva autocrítica algo idiota) os portugueses estão longe de serem um Povo rude ou sequer dos mas rudes da Europa.
Um 'parolo' português é finíssimo e chic (um autêntico erudito, diria mesmo) quando comparado com os seus homólogos de outros países europeus.
(por 'pudor' não digo quais)

Só quem nunca saiu de Portugal pode supor o contrário.
Em Portugal muito dificilmente se imaginam sequer certas cenas de selvajaria que se vêm por essa Europa fora.
Não quero parecer chauvinista, mas esta mania de que os estrangeiros é que são bons e cultos e não sei o que mais é de uma estupidez atroz, que só pode ser explicada pela desconcertante falta de amor próprio de alguns portugueses ditos 'bem pensantes' (na realidade umas cavalgaduras pseudo-burguesas) ou o raio que os parta.
O orgulho em ser português cresce quando se cruza as fronteiras.
O nosso maior defeito como Povo é esse mesmo: falta de amor próprio.

ps - aos francius é só não lhes dar muita confiança para não se 'esticarem' muito. :o)
(são particularmente irritantes quando começam com aquela lenga-lenga, como se fossem depositários do amor, do humanismo, da liberdade, do desinteresse e blá, blá, blá...mas aí é 'entrar a 100 e saír a 1000)
E, se quer que lhe diga, acho os famigerados alemães bem menos arrogantes e pretenciosos do que alguns dizem...

Anónimo disse...

Acho que é a segunda vez que estou de acordo com o Buiça.

NC