quinta-feira, março 15, 2007

Sobre a Alameda Digital

O novo número da revista digital Alameda Digital, 6 de ópus mas sétimo se incluirmos o número 0, está já em linha. O tema é "Política Cultural" e as contribuições são numerosas e de valor. Também lá consta um artigo meu sobre o grande compositor Anton Bruckner.
Tendo como objectivo combater a ditadura cultural de esquerda, a revista tem mostrado uma constância e determinação nesse propósito que são de louvar. Na direita patriótica nunca faltou gente de valor para promover princípios. O problema foi sempre a difusão dos mesmos, a capacidade de alargar o leque de pessoas a quem se faz chegar a mensagem. Com uma média diária de 83 visitas, a Alameda tem ainda um longo caminho a percorrer. A média de 5 minutos por visita indicia que os leitores não lerão mais que dois ou três textos por visita, eventualmente imprimindo mais uns quantos para leitura posterior. O que levanta a questão da limitação da internet: para leituras de fundo, para uma reflexão profunda, ainda nada há melhor que o papel. Será que, a exemplo do projecto Voxblogs, a Alameda não poderia compilar os textos de cada número num ficheiro pdf? Ficheiro do qual cada um imprimiria comodamente os textos que mais lhe agradassem, ficheiro que poderia ser enviado a n pessoas, por e-mail, e que de outra forma não tomariam conhecimento do projecto?
Fica a sugestão.

2 comentários:

Vanguardista disse...

Eu continuo a achar que o papel ainda não está acabado e, hoje em dia, com o digital, é possível fazer pequenas edições a preços muito aceitáveis. Mas a revista em formato pdf já seria um bom passo.

Vladimir disse...

Para si o que é o destino?