quarta-feira, outubro 10, 2007

A luta do povo Karen

Ao contrário do que diz o recomendável portal, o Novopress não foi a única fonte em português que deu alguma atenção ao combate dos Karen, dado que eu próprio já tinha chamado a atenção para esta causa, há dois anos e meio, conforme se pode aqui recordar.
De qualquer modo, todos os esforços em dar eco a esta luta são obviamente bem vindos.

6 comentários:

Flávio Gonçalves disse...

Bem, creio que o povo Karen não é perseguido apenas em Myanmar. Vou tentar informar-me um pouco mais sobre isso, mas creio que estará espalhado também pela Malásia e pela Tailândia.

Flávio Gonçalves disse...

Ah, gostei do seu artigo acerca dos identitários e dos nazbol.

PintoRibeiro disse...

Anotei. Vou ver.
Abraço.

Novopress disse...

Muito obrigado pelo aviso e as minhas desculpas pelo erro. Não encontrei qualquer referência portuguesa ao povo Karen quando pesquisei, mas pelos vistos o Google também se engana ;)

F. Santos disse...

Não se pode dizer que seja um erro, ninguém pode ler tudo ou lembrar-se um texto minúsculo de há 30 meses atrás.
Um abraço.

Anónimo disse...

Os Karen são na generalidade católicos e na fronteira entre a Birmãnia e Tailandia (neste país) há dezenas de dezenas de aldeias de Karen e tem sido apoiados pelos jesuítas. Em 1986 fiz uma longa viagem ao norte da Tailandia não estando nos locais turisticos e pude constactar a reliosidade católica desse povo. Nas suas cubastas muito tinham posters do Papa João Paulo II.