quinta-feira, maio 18, 2006

Quem tem medo do Lobo Mau?

A censura às histórias tradicionais infantis é uma questão de tempo. A forma mais fácil é não reeditar os livros que as incluem. Outra, menos discreta mas mais propagandística, é lançar aos quatro ventos a mensagem de que muitos desses contos são enformados por séculos e séculos de preconceitos, encontrando-se a sua mensagem desadequada face às realidades actuais, quando não mesmo será ofensiva.
Ainda hoje possuo um single 45 rpm (será que os mais jovens sabem o que é isto?) dos meus tempos de menino, com a história "O Lobo Mau e os Sete Cabritinhos". Esta conta-nos como o lobo mau, de pêlo preto, pretendia entrar em casa dos cabritinhos alvíssimos como a neve, para os devorar a todos. Não faltarão zeladores da moral politicamente correcta para verem nesta singela aventura uma mensagem racista e xenófoba: o contraste das cores dos bichos, a tentativa de invasão da casa alheia por parte da negra criatura, a fragilidade dos branquinhos memés, tudo concorrerá para os que ímpetos censórios se manifestem sem peias.
Também todas as histórias que envolvem bruxas retratam estas com narizes adunquíssimos, numa manifestação pouco discreta de associação do povo eleito ao mal... Por alguma razão, a recente produção da Disney de "Tarzan" retrata o herói com uma penca de perfil inconfundível:



(O Tarzan pós-moderno.)

6 comentários:

Anónimo disse...

A minha irmã ofereceu uns livros da Anita á minha filhota.
A minha mulher abre um dos livros e pergunta-me com um sorriso
- Qual destas duas achas que é a Anita?!!!
Não é que os cabrões puseram o Pedro (penso que era Pedro) tão feminino, mas tão feminino que até as poses eram de menina!

Legionário

alex disse...

Ó homem...p'ró que lhe deu...!!

Deu agora em fazer 'inspecção' aos narizes de desenhos animados?!?!?

:/

Se assim é, está a raciocinar da mesma forma daqueles que, implicitamente, critica no post.

Camisa Azul disse...

O sistema também inventa muitos lobos maus.

F. Santos disse...

Ó Nelson, limito-me a constatar a diferença de caracterização dos heróis da Disney ao longo dos últimos anos. Que é tudo menos casual.

Mendo Ramires disse...

Muitíssimo bem caçado!

alex disse...

Ó FSantos, vai-me desculpar, mas começo a notar uma certa 'mania da perseguição' e, se calhar, da 'conspiração'.
Coitado do Panoramix (um Druida)...é judeu....e o Abraracourcix, chefe de uma aldeia gaulesa e com uma penca daquelas OH CÉUS!!!!

"...muitos desses contos são enformados por séculos e séculos de preconceitos, encontrando-se a sua mensagem desadequada face às realidades actuais..."

O que é a MAIS PURA VERDADE! (e chamar-lhe 'preconceitos' é um eufemismo)
Apesar de ser VERDADE (e o resto é letra) não é motivo para se estabelecer censura,
nem vejo que isso possa acontecer.


"... zeladores da moral politicamente correcta..."

O FSantos também está a ser 'zelador' de uma certa 'moral política'....ao procurar nos bonecos características que lhe permitam fazer certo tipo de extrapolações que tanto critica aos outros.

Até agora, os únicos censores de bonecada que vi são os seus 'amigos'. :))