quinta-feira, outubro 26, 2006

A cultura, a memória e o camartelo

Graças ao HNO soube que a ministra da Kultura e ex-membro do PC"P" se prepara para desmantelar o Museu de Arte Popular, uma das poucas coisas que ainda nos sobra(va) da Exposição do Mundo Português (a adaptação a museu ocorreu em 1948).
Se lermos a descrição do espaço que nos traz o site do Instituto Português de Museus percebemos em parte qual a preocupação da ministra: «O espaço organiza-se de acordo com uma divisão do país em províncias administrativas, e a própria apresentação das colecções está nitidamente marcada pelas concepções e pela estética do Estado Novo.»
Destrua-se, pois. Para quando o ataque ao Portugal dos Pequenitos?
***
(Está em linha uma petição contra o projecto "cultural".)

4 comentários:

Jardim do Arraial disse...

O FSantos é o antigo "Santos da Casa"?

F. Santos disse...

Sim, meu caro, como o primeiro postal deste blogue explicava:
http://linha-horizonte.blogspot.com/2006/03/o-horizonte-ao-nosso-alcance.html

Anónimo disse...

Quando começarem a ter acidentes por má condução, vão ter mais cuidado. Até lá as pessoas "berram" e os cães passam!

Legionário

Camisa Azul disse...

Em Coimbra até os comíamos.