sexta-feira, outubro 27, 2006

Portugueses, fora de Portugal!

«Portugal está moda – não há africano, ucraniano ou sul-americano que não nos procure, e com eles, vem o necessário investimento em segurança, saúde, habitação, mais subsídios, mais etc. e etc.
É o que podemos chamar uma imigração de incentivos – que nos obriga a gastar, sem destino ou fim à vista! E como os portugueses não conseguem viver com os salários que pagam a estes imigrantes de luxo, lá teremos que continuar a emigrar para países mais desenvolvidos que o nosso!
É uma verdadeira transfusão populacional, último grito em modernidade e bem-estar, o milagre do pleno emprego, os imigrantes para cá e os portugueses para lá!»
***

5 comentários:

JSM disse...

Caro FSantos
Agradeço-lhe a divulgação que sofre em termos formais da ausência do 'na moda', lapso que emendei imediatamente, sabendo das preocupações do nosso primeiro-ministro com assuntos de tamanha gravidade.
Um abraço.

Thoth disse...

Amigo Fsantos, as palavras não serão suficientes?

Cumprimentos

Anónimo disse...

«os imigrantes para cá e os portugueses para lá!»

É que é tal e qual!

NC

O Raio disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
O Raio disse...

Infelizmente Portugal deixou de recer imigrantes.
Antes do cretino do Durão Barroso chegar ao governo Portugal recebia por ano mais de 100.000 imigrantes (chegou a receber 140.000 num único ano).
Como consequência a Segurança Social estava de boa saúde (os imigrantes descontam, por exemplo, para a reforma mas não têm direito a ela) e a economia crescia.
Durão Barroso e Paulo Portas na sua imensa estupidez estancaram essa mina (em 2004 recebemos só 14.000 imigrantes e muitos dos que cá estavam sairam).
Agora, a Segurança Social está falida, os direitos dos que estão reformados e dos que se vão reformar estão a ser cerceados, etc.
Bem podem limpar as mãos á parede...