terça-feira, janeiro 02, 2007

O abismo sem fim do Zimbabwe

Enquanto Robert Mugabe se vai agarrando ao poder com unhas e dentes, a situação económica e social no Zimbabwe não pára de se degradar. A escassez de combustível leva a que as prostitutas prefiram receber gasolina em vez de dinheiro. A SIDA, naturalmente, grassa pelo país, morrendo da doença 3.000 pessoas por semana.

1 comentário:

Ricardo Zenner disse...

Pois é... Mas muita gente não sabe que o Mugabe faz parte do Comitee for Foreign Relations, da Comissão Trilateral e do Clube Bilderberg, tal como o Bush e o Blair. E que apenas está a cumprir ordens da organização (que são as de criar uma miséria infinda nos países por eles dominados, de modo a que possam deles extrair as matérias-primas sem oposição ou questionamento).

E não esquecer que o Zimbabwe era a antiga Rodésia, roubada a Portugal (Mapa Côr-de-Rosa) por Cecil Rhodes, um dos fundadores da Nova Ordem Mundial.