terça-feira, abril 11, 2006

Candidato da quê?

Cavaco Silva, «o candidato da direita» (!), o homem que cantarolou o "Grândola" (não nesta versão...) durante a campanha eleitoral, acaba de promulgar a Lei da Nacionalidade (sic), engendrada pelo PS e aprovada pelos restantes partidos à excepção do CDS (não se percebe bem porquê).
Surpreendidos? Claro que não. Como escrevi em Setembro passado, o homem de Poço de Boliqueime (simpática povoação algarvia rebaptizada Fonte de Boliqueime - um primeiro-ministro não nasce num poço!) foi quem promoveu anos a fio a «imigração desregrada, abusando do dumping social inerente para embaratecer as obras públicas (que mesmo assim acusavam sempre desvios escandalosos)». E nunca deu mostras de que o interesse nacional fosse uma preocupação sua; eficiência económica (mais na teoria que na prática), federalismo, investimento em obras públicas, isso sim, é com ele. Agora identidade nacional, futuro pátrio - que é isso? Promulgue-se, então.

3 comentários:

O Restaurador disse...

Mas as pessoas continuam convencidas de que ele é que é o futuro de Portugal!...

Se nem as nossas bases, as bases da nação respeitamos, como poderemos recuperar a grandeza de outrora?...

Abraço!

Mais Notas Soltas disse...

Vamos a apostas: quanto tempo vai demorar até cavaco Silva visitar a Cova da Moura? Eu começo: vai lá em Junho de 2006...

ciempozuelos disse...

Sinastría numerológica: Fonte de Boliqueime