segunda-feira, abril 10, 2006

"Nós"

Pelo facto de ver pouca televisão, só ontem me apercebi que existe uma programa no canal dois da RTP, de nome "Nós", que se propõe «desenvolver um trabalho de informação e divulgação junto da sociedade civil, (...) [salientando o] inestimável contributo dos imigrantes». O referido programa está inclusive a fazer um ano de existência, sendo a sua audiência estimada de «cerca de 80 a 100 mil telespectadores, o que demonstra uma boa aceitação por parte do público e a certeza de que estamos no caminho certo» (sic).
Não deixa, de facto, de ser uma audiência interessante para um programa que vai para o ar aos domingos, pelas 10 da manhã, e às segundas, pelas 14.10. Seria de qualquer modo mais interessante ainda saber quem são os que se interessam pelo programa, se os próprios imigrantes que cá residem se os "nativos" (seja o que isso queira dizer hoje em dia), pois se a grande maioria pertencer ao primeiro grupo então cai em saco roto a propalada «acção pedagógica e de relevante importância social, abrindo portas a uma sociedade mais rica e baseada na interculturalidade», ficando o discurso em circuito fechado.
De resto, não se pode ser mais demagógico do que dizer que a «história demonstra que sempre que Portugal se abriu ao mundo criou novas janelas de riqueza», pois tenta-se encaixar o fenómeno recente da imigração para Portugal em séculos de efectiva abertura do nosso país mas em que o referido fenómeno pouco ou nenhuma expressão tinha.
Para terminar, saibam que "Nós" também tem uma agenda cultural. Do programa de ontem retive que há um espectáculo «a não perder» que junta (podiam ter dito "miscigena") um grande poeta lírico português à música rap: "Camões é um poeta rap".
A não perder, pois.

(Excertos retirados do site oficial da RTP. Podem consultá-los aqui (programação), seleccionando depois o programa.)